Este apartamento de 62m2 na Vila Romana, originalmente construído nos anos 50, não estava em excelente estado. Ele exigiu uma reforma extensa, e a maior parte do interior foi refeita. O espaço foi atualizado para acomodar melhor o estilo de vida contemporâneo, sem sacrificar as qualidades da estrutura original, como o pé direito alto, as janelas grandes e o piso de tacos de madeira.

Para atingir esses objetivos com um orçamento modesto, o projeto focou nos problemas mais graves do apartamento e nas mudanças que teriam o maior impacto no resultado final. A infra-estrutura elétrica e hidráulica precisava ser completamente refeita, e a maior parte do restante do orçamento foi utilizado em melhorias na cozinha, e sua conexão com a sala de estar. A parede entre os dois ambientes foi quase inteira demolida, criando um novo espaço de estar mais iluminado, uma cozinha espaçosa e uma área de jantar generosa para entreter visitas. Gabinetes e bancadas customizadas foram projetados para otimizar o aproveitamento e integração dos dois espaços.

De maneira geral, o design tenta aproveitar ao máximo as qualidades pré-existentes do imóvel, e se mantém fiel ao visual levemente industrial originalmente presente em alguns elementos do apartamento. O piso de taco foi renovado, e as paredes de tijolos – escondidos atrás uma camada de gesso – ficaram aparentes, tornando-se elementos de destaque na sala e no quarto de casal. Conduletes externos foram usados tanto para facilitar a obra, quanto para acrescentar ainda mais um elemento industrial ao apartamento.

 

  • Tipo de projeto Apartamento, Interiores
  • Cliente Privado
  • Local São Paulo, Brasil
  • Status Finalizado